| Anjos da Noite



CD | Anjos da Noite

   

Fora da Lei

Noites vêm ainda passo mal
Fora da lei meu tiro foi fatal
Me livra da culpa
Não vou mais esperar
Você vem ou não vem eu vim pra saber
Se lembra das noites, agora posso ver
Você não vai acreditar

Anjos da Noite
Eu sei o tempo voa
Nada é à toa
Não custa tentar
A vida vem às vezes confundir
Sem intenção podemos destruir…
Só peço a chance que eu fui desperdiçar
De novo, porque não?
Acorda e esquece a dor
Ainda existe um jeito de mudar
Eu quero seja como for

Eu sei o tempo voa
Nada é à toa
Não custa tentar


Quando as Luzes se Apagam

Na estrada mais uma vez
Vou levar o som pra qualquer lugar
Fazer o que eu sempre quis
Mais um novo show e recomeçar
Todos os momentos, cada canção
É uma viagem sem direção
É noite e só vai rolar
O que a gente quiser

Mas sinto falta de você
Quando as luzes se apagam
E no silêncio eu vou fazer
Outro tema pra lembrar
Pra lembrar, pra lembrar você
É… só pra lembrar… pra lembrar

Cidades que eu nunca vi
Passam por aqui, somem no olhar
E assim mais um dia, um mês
A gente nem vê o tempo passar
Olho no espelho do camarim
Vejo tantos sonhos que passam por mim
É noite e só vai rolar
O que a gente quiser

Mas sinto falta de você
Quando as luzes se apagam
E no silêncio eu vou fazer
Outro tema pra lembrar
Pra lembrar, pra lembrar você
É… só pra lembrar… pra lembrar


Seu Nome

Tuas pernas meu desejo quero ter assim
Sem limites pra imaginar
No cinema do espelho, toda só pra mim
Eu te vejo me alucinar
Suas curvas adestradas sabem segurar
Me viciam no céu do prazer
Eu me perco no nosso suor
Como um rio que chegou no mar
Todo sabor que a gente pode tirar
Cada segundo, tudo em cada lugar

Seu nome sempre
Seu nome vem dizer
Eu preso nesse vício
Do seu prazer

Teu mistério é meu futuro, só por existir
Tão presente, agora em tua mão
Teu sabor é meu veneno, deixa eu te sentir
No delírio, na escuridão
Tiro da noite o que a manhã não me dá
Deixa que o dia faça a noite lembrar

Seu nome sempre
Seu nome vem dizer
Eu preso nesse vício
Do seu prazer


Os Dias Não São Iguais

Quem quiser pode seguir
Meus pedaços pelo chão
E juntando cada um
Vai achar a solidão

Vi refletido o seu olhar
Me imaginei no seu lugar
Me imaginando

Um dia fui mais capaz
De enxergar muito mais
Pra segurar essa “barra”
Os dias não são iguais,
Alguém vai correr atrás
Vamos ver

Todo o tempo que eu perdi
Versos de escuridão
Sem saber eu me esqueci se ainda vivo ou não

E quem podia esperar…?
Me imaginei no seu
Me imaginando

Um dia fui mais capaz
De enxergar muito mais
Pra segurar essa “barra”
Os dias não são iguais,
Alguém vai correr atrás
Vamos ver

Anjos da Noite
Ano: 1997 gravadora RGE
Categoria: Rock’n’roll