| Os Borulóides



CD | Os Borulóides . Grupo AUM

    

Canção de Carolina
(E.Villani-Côrtes / Julio Bellodi) . (canto . Efigênia Côrtes)

Carolina

A lua, lua, retina
Dos teus olhos clareia e ilumina
E nos faz compreender teu riso
Que alimenta e seduz as estrelas e o sol

Carolina

O amor que se imagina
Se escondeu na graça mais divina
E nos faz descobrir teu rosto
Que absorve da flor o perfume e o mel

Carolina

És dádiva menina
E motivas mil versos em canções
Que espalham no ar teu nome
Carolina, Carolina
Um poema se fez
E vive em você
No teu ser

Carolina


Choro Urbano

Vejo os olhares vagos
Faróis de ilusão
E os passos que apressam as vidas
Formam traços perdidos em vão,
Mil sonhos represados,
Presentes no silêncio
Que navega pelas avenidas
Andando pela contramão
Em concreto vazio,
Repleto de sons e de solidão.

E desce o véu da noite
Com luzes e cortinas,
Esconde dores e seduções,
Transforma as cores e os corações.
E outro dia vem e mais um dia vai
E a cidade absorve o espaço
E o tempo se esvai de todos.

A pressa, os passos
Passam depressa,
Precisos passam
A pressa, os passos
Passam depressa,
Perdidos passam

A pressa, os passos
Passam depressa
Na pressa, prece de ser feliz.

Ano: 2003
Categoria: Música Erudita